Casal em Paris – 1º Dia

E essa foi a nossa primeira viagem fora de Cork, fomos à cidade da luz, do amor e do glamour… a bela Paris!

Saímos de Cork no dia 08/02 pela manhã e chegamos em Paris às 14:30. Apesar de fevereiro ser inverno, tivemos sorte e pegamos todos os dias com sol. Como fomos de Aer Lingus, descemos no aeroporto Charles de Gaulle, que é o aeroporto mais próximo do centro. Às 15:30 estávamos no centro de Paris.

A cidade é encantadora, charmosa e esbanja muito glamour pela sua bela arquitetura, cada prédio é uma obra de arte que pode-se gastar alguns minutos para se apreciar.

Nós alugamos um studio bem no centro de Paris, próximo a estação de L’Almas e uns 10 minutos da Torre Eiffel andando. Alugamos pelo www.airbnb.com. O preço da diária era mais ou menos o mesmo valor que um quarto compartilhado de um hostel (30 euros por pessoa).

Nosso primeiro destino foi visitar o ponto turístico mais famoso de Paris, a Torre Eiffel. É uma sensação indescritível ver um monumento tão proeminente (apesar de acharmos que ela fosse maior). A torre possui 3 andares, sendo que até o segundo andar é possível ir de escada ou elevador e até o topo só é possível ir de elevador. A fila para comprar o ticket de elevador estava muito longa e optamos por comprar o ticket para subir de escada, que é a opção mais em conta, pagamos 4 euros no ticket, e no segundo andar tem outra bilheteria para comprar o ticket até o último andar. A Camila quase morreu antes de chegar ao fim das escadarias hahaha. Quando chegamos no primeiro andar, a vista já era incrível, podia-se ver toda a cidade de Paris. Depois subimos até o segundo andar, são outros bastantes degraus, mas quando se chega lá, a visão que se tem de Paris, faz nos esquecer todo o sofrimento das escadas. Aproveitamos para tirar fotos de cada canto da cidade, de diferentes ângulos. Mas o momento mais emocionante, veio com algo que a princípio seria um incômodo, quando estávamos tirando as fotos no 2º andar, pudemos ver uma nuvem cinza e chuva vindo em direção a torre. Quando a chuva chegou, se formou um arco-íris que se começava e terminava bem na frente da torre, não tenho palavras para descrever aquele momento, uma imagem que não se vê todos os dias.

Nuvem se aproximando
Nuvem se aproximando

DSCN0307 DSCN0308

Após o arco-íris, tomamos um chocolate quente, tiramos centenas de fotos e resolvemos comprar o ticket até o último andar, para nossa infelicidade, devido ao mal tempo, pois estava ventando muito, o elevador estava fechado. E acabamos não indo no último andar da torre naquele dia.

Depois da decepção de não subir até o último andar, resolvemos ir até o arco do triunfo, fomos andando, foi uma longa caminhada. Passamos também por um pedaço da principal avenida de Paris, a Champs-Élysess. A avenida começa no arco e termina no Place La Concórdia. Mas enfim, ficamos na parte próximo ao Arco, pudemos ver várias lojas de grifes e marcas caríssimas, além de belos carros até chegar no Arco do Triunfo. Subimos até o topo do arco, por sermos residentes europeus, menores de 26 anos, não pagamos para subir. Mas sinceramente, eu não pagaria, não tem nada de mais, eu esperava mais. Como já era de noite, estávamos bem cansados, fomos para casa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Esse foi nosso primeiro dia! No próximo castelo de Verssailes!
Abraços

 

Anúncios

Se virando em Cork – Comidas

Hello everybody!

Esse post é principalmente para o pessoal que está chegando em Cork, que não sabe onde comer, o que comprar e onde ir. Serão alguns posts com o título “Se virando em Cork”, onde daremos algumas dicas para ajudá-los.

Nesse post vamos falar do que comer nos primeiros dias, normalmente os intercambistas optam por casa de família ou residência estudantil e não têm todas as refeições garantidas.

Como ficamos em casa de família, o café da manhã e o jantar estavam inclusos (tínhamos um “plus”, pq nos finais de semana podíamos almoçar em casa também), mas nas tardes depois da escola tínhamos que nos virar pra comer, alguma coisinha barata e que nos deixassem de pé até o jantar. Foi aí que descobrimos algumas boas opções para compartilhar com vocês.

A primeira opção foi o Lunch Meal Deal do Tesco, vc pega uma lanche, tem umas 3 ou 4 opções desses lanches ‘naturais’, mais um refri, água ou suco mais um doce. Custa 3.00 euros. Detalhe: Cuidado que nem todos os lanches, bebidas e doces estão inclusos nesse combinado, sempre olhe nas prateleiras e veja o que faz parte. Esse combo também tem no Dunnes.

WP_000989
Lunch Meal Deal – Tesco.

Nossa segunda opção era os lanches do Subway, comprávamos o lanche de 30 cm para dividirmos e vinha com refil de refri ou café/chá, custa 6.00 euros. O lanche de 15 cm custa 4.00 euros, com o refil de refri ou café/chá,

A terceira opção eram as lojas do Centra, onde tem alguns combos com o preço bem bacana, por exemplo, como uma pizza de 10′ mais Coca-cola de 1L por 5.00 euros.

2013-09-08_14-26-22_932
Ofertas Centra.

Quarta opção, também são alguns combos do Speedo, com pizza, lanche ou kebab, mais refri e batata.

WP_000990
Combos Speedo.

Para quem tem fogão nas acomodações estudantis, vale a pena dar uma volta no English Market e comprar asinhas de frango já temperadas por 2,30 euros  (10 unidades), peito de frango 3 ou 4 unidades 5 euros. No Tesco nem tudo é tão barato assim, vale a pena dar uma comparada de preços no Dunnes e pra quem gosta de andar, os mercados Aldi e Lidl oferecem bons produtos a preços menores, mas ficam mais afastados do centro da cidade. Mas para os primeiros dias, faça uma macarronada (o spaghetti custa em torno de 50 cents no Tesco), compre pão de forma (No Tesco você acha a partir de uns 70 cents o pacote), cheddar do tesco (15 fatias, 75cents), presunto (10 fatias 70cents) e salame (92 cents).

Onde Comer em Cork

1) Tesco: Fica no calçadão da Paul Street, dentro do Paul Street Shopping Centre.

2) Centra: Grand Parade.

3) Dunnes: Fica na North Main St., dentro do North Main Street Shopping Centre.

4) Mc Donnald’s: Fica na esquina da St. Patrick’s Street com a Grand Parade.

5) Subway: Fica na Oliver Plunket.

6) Subway: Fica na North Main Street, quase na esquina com a Washington Street.

7) Speedo: Fica na Sráide Tuckey, uma ruazinha ao lado do Bishop Lucey Park.

8) Subway: Fica na Plarnell Place.

9) English Market: Ótima opção para comprar carnes, frutas, verduras, queijos frescos. Porém é um pouco caro.

10) Burguer King: Fica na St. Patrick’s St.

11) Centra: Fica na Oliver Pluket.

12) Mc Donnald’s: Fica na Sráid Winthrope, é uma travessa entre a St. Patrick’s St. e a Oliver Plunket.

Até o próximo post “Se Virando em Cork”, vamos falar sobre lugares e pontos turísticos para se conhecer.

Procurando uma acomodação

Olá Pessoal!

Como eu havia comentado no post (Duas Semanas em Cork), vou falar melhor para vocês como foi o processo para alugar nossa casa aqui na Irlanda. No final do post vou colocar em tópicos os principais pontos que devem ser considerados.

Desde quando estávamos no Brasil a gnt já ficava olhando alguns aptos para alugar através dos sites Daft e Rent. Pelo site, já olhávamos como são as casas, o que eles oferecem e a localização (eu sempre dava uma olhada no Google Maps e via a distância a pé para escola e para o centro de Cork, St. Patrick Street). Os que a gente ia gostando, salvamos nos favoritos.

Quando chegamos aqui em Cork, começamos a mandar e-mail para todos os contatos que haviamos gravados nos favoritos e para os novos que encontramos.

Uma observação, nem todos os anúncios possuem e-mail e nem todos os que tem e-mail, os respondem. Então fica a dica, se você ver um apartamento legal, que realmente se interessou, ligue! Vá na imobiliária! Corra atrás, pq esses acabam sendo alugados muito rápido!

Durante mais ou menos uma semana, fizemos em média 2 visitas a imóveis. Alguns eram longes, outros eram feios, outros velhos e todos lotados de aranha! Na minha opinião, existe mais aranhas em Cork do que pessoas na Irlanda, é incrível como tem aranha aqui, basta andar pelas ruas e reparar, tudo tem teia de aranha!

Enfim, uma semana foi o suficiente para acharmos o imóvel ideal, o aluguel abaixo do que planejávamos, há 180 metros da escola e 700 metros da St. Patrick’s Street, a principal rua do centro. Quando vimos o apartamento não pensamos duas vezes, na hora já falamos com a land lady (a responsável pelo imóvel) que ficaríamos com o apartamento.

No dia seguinte voltamos com o valor do depósito (o depósito é uma garantia de que vc ficará com a casa. O depósito é devolvido no momento em que vc sai da casa), testamos todos os equipamentos elétricos da casa e combinamos a data para pegar a chave. No nosso caso a taxa de coleta de lixo já está inclusa no aluguel. Já a conta de luz, precisamos ligar na empresa responsável e pedir para colocar a conta no nosso nome.

No dia que pegamos a chave, pagamos o primeiro aluguel. Com a chave em mãos fizemos uma boa faxina, limpamos a casa toda, eu tive que matar umas 15 aranhas, umas pequenas, outras grandes… lembre-se que esses bichinhos gostam de lugares sujos, com poeira, então faça uma boa faxina, limpe todos os cantos da casa, taque veneno… e mesmo assim isso não garante que de vez em quando você não terá uma visita.

Bom, abaixo deixo algumas dicas importantes para quem for vir para Cork:

  • Decida qual tipo de acomodação você vai querer ficar, casa de família, residencia estudantil, casa compartilhada, hostel. Avalie cada opção, os prós e os contras.
  • http://www.daft.ie / http://www.rent.ie são os classificados mais utilizados em Cork.
  • Uma boa coisa a se fazer é ir em imobiliárias, nem sempre todos os imóveis são anunciados no site no mesmo dia.
  • Faça contatos na escola, toda semana tem estudante chegando e saindo, com isso surgem vagas em apartamentos constantemente.
  • Dê preferencia a imóveis perto da escola, lembre-se que aqui no inverno é MUITO FRIO e o dia demora para clarear, provavelmente baterá aquela preguiça de ir para aula, principalmente nos dias que estiver chovendo, nevando e frio pra caramba, ainda mais se vc tiver que andar uns 30 ou 40 minutos até a escola.
  • Reserve o dinheiro do depósito, pois quando entrar na nova casa você terá que pagá-lo junto com o aluguel, por exemplo, se o aluguel for 250 euros, você pagará 500 euros pra entrar na casa, 250 euros do depósito + 250 euros do 1º mês de aluguel. O depósito será devolvido quando você sair da casa.
  • Quando for ver um imóvel sempre pergunte pela taxa de lixo, se está inclusa no aluguel, quanto é, qual dia da semana que o lixeiro passa, etc.
  • Sempre pergunte pela taxa de luz e gás, como funciona, se vc  for alugar particular (como eu e a Camila) provavelmente vc terá que transferir para seu nome. Se for apartamento compartilhado, veja como funciona o rateio, pergunte quanto gastaram nos últimos bimestres (aqui a conta de energia elétrica vem a cada dois meses).
  • Verifique qual o tempo de contrato, normalmente existem opções de 6 ou 12 meses. Se você não tem grana pra passar 1 ano e pretende trabalhar pra continuar aqui, recomendo que feche apenas por 6 meses.
  • Os imóveis já são equipados com fogão, geladeira, máquina de lavar, microondas, móveis em geral. Verifique se tudo está funcionando corretamente e pergunte quem será o responsável por pagar caso algo pare de funcionar (normalmente o responsável pela casa que é responsável, mas é bom perguntar para evitar problemas/despesas).
  • Verifique o aquecimento da casa, se é elétrico ou a gás. Se for elétrico, você pagará um pouco mais caro em relação ao aquecimento a gás. O mesmo serve para o chuveiro.
  • Leia o contrato!!! Se o seu inglês não está bom ainda para isso, peça ajuda para um amigo, para a escola, ou joga no Google tradutor mesmo.

Bom pessoal, acho que essas dicas são valiosas para quem está aqui na Irlanda ou está pensando em vir. Se atentem a esses detalhes que tudo dará certo!

Abraço!

Duas Semanas em Cork

Fala Pessoal, desculpem a demora!

Vou contar um pouco das nossas 2 primeiras semanas aqui em Cork, que foi bem corrida, mas vou comentar as principais coisas que aconteceram com a gnt.

Chegamos em Cork na quinta-feira (25/07) por volta das 21h15 e ficamos impressionados pq estava claro ainda, parecia umas 2h da tarde!

Como optamos pela Host Family, a Rose, a dona da casa, uma simpatia de mulher, foi nos buscar no aeroporto. Chegamos na casa dela, conhecemos nosso quarto, que era bem espaçoso, confortável e com um banheiro nosso. Apenas jantamos e capotamos.

No dia seguinte fomos dar os primeiros passos pela nossa nova cidade. Andamos pelo centro, conhecemos a tão famosa Penney’s e a loja Argos e depois fomos até a CEW para conhecer o trajeto. Aproveitamos e conhecemos a Saint Fin Barre’s Cathedral.

A nossa host family mora a uns 40 min da escola e metade do caminho é subida rs.. pernas pra que te quero rsrs,  mas valeu cada passo, na “nossa família” tínhamos a mãe, um filho de uns 20 e poucos anos e uma filha que só ficou em casa 2 noites rs, mas tanto a mãe quanto o filho eram bem simpáticos! Nos deixaram super a vontade, tanto para usar a TV da sala, qnto para as comidas, etc.

Até ficamos tristes quando acabou as duas semanas de host family! Pq agora que começaria a nossa vida na Irlanda, teríamos que criar nossa rotina, preparar nossas refeições, arrumar a casa, pagar contas e  tudo mais que se faz quando se mora sozinho ou divide teto com alguém que não seja seus pais.

Bom no nosso primeiro final de semana, andamos pela cidade, saímos com um casal de amigos para jantar e para tomar nosso primeiro Pint de Guinnes! Comemos num restaurante que tem um custo bem em conta e pedimos um prato típico Fish and Chips! (que na minha opinião não tinha nada de mais rsrs).SAM_1416

Na outra semana começamos a busca pelo nosso apê, e já aviso não foi fácil! rs

Como queríamos um apê só para nós dois a gnt não podia pegar nada muito caro, mas que também fosse bem arrumado, móveis novos e uma boa localização. Então todos os dias tínhamos um ou dois apartamentos para visitar! Alguns eram longes, outros eram mais caros do que esperávamos. Aqui fica uma dica, sempre pergunte sobre a taxa do lixo (se já está inclusa ou não no aluguel, pois aqui a coleta de lixo é feita por uma empresa privada e se paga uma taxa para seu lixo ser recolhido), internet (se já está incluso, ou se tem algum cabo instalado na casa ou se pode instalar qqr um). Enfim, demoramos aproximadamente 1 semana para achar o  nosso apto. Mas em outro post falaremos melhor sobre essa busca por casas aqui em Cork.

A semana se passou, perdemos a hora em um dia, acho que juntou cansaço de andar pra caramba, com o fuso horário desregulado e a preguiça, que perdemos a hora no terceiro dia de aula, rs.

No final de semana seguinte, foi feriado em 05/08, August Bank Holiday. Eu não tenho ideia do que é, mas aproveitamos esse dia para visitar a cidade de Cobh e o Fotta. Falaremos mais desses passeios depois.

No dia 06/08 pegamos as chaves da nossa casa, fizemos uma faxina, pq estava bem empoeirado e em 08/08 nos mudamos para nossa nova casa, a Rose nos ajudou com a mudança, assim economizamos uma grana no táxi.

Bom, minhas primeiras impressões são que a cidade é muito organizada e simpática! Quanto ao povo irlandês, eles são bem “descolados”, não sei se essa é a palavra certa. O que quero dizer é que eles tem um estilo muito próprio, é muito comum vc ver pessoas com cabelo roxo, rosa, azul, verde e rosa, azul e rosa, colorido, e não falo só dos jovens, vc vê um pessoal com mais idade, mães de família, com um estilo bem próprio.

E assim foram as 2 primeiras semanas, algumas coisas vamos detalhar melhor em outros posts, como o processo para a locação da nossa casa, os passeios à Cobh e Fota.

Abraços!

Sobre o Seguro Saúde

Olá pessoal!

Esse post é muito importante para quem está planejando seu intercâmbio para a Irlanda, vou falar sobre os seguro saúde governamental e particular.

O seguro saúde é algo que não pode faltar para nenhum intercambista, primeiro, pq é obrigatório para ficar na Irlanda (desde 1º de Abril de 2011) e segundo, pq você estará lá, todo bonitão na Europa, em um país longe do seu, com pessoas que você não conhece e que você mal consegue se comunicar , aí sua bronquite resolve te atacar, ou do nada aparece aquela baita dor de dente, ou algum mal súbito, ou sei lá, tudo pode acontecer. Vc não vai ter mamãe, nem papai pra te levar no médico, nem titia pra te falar qual o melhor remédio para vc tomar.

Por isso fica nosso recado, não abra mão de um bom seguro! Escolha bem seu plano, pq se no Brasil vc é todo ferrado, vive doente, passa no médico toda semana, vc é todo quebrado, então é bem provável que lá vc precise também.

Lembrando que para quem foi ficar menos de 90 dias não é necessário ter o seguro saúde, pois você receberá visto de turista, portanto será dispensado das exigências do visto de estudante, inclusive dos 3 mil euros para o visto.

Seguro Governamental

É o mínimo obrigatório. Este seguro é bem limitado, ele cobre somente casos mais graves. Para os casos mais simples, você recebe a ajuda no processo, mas a conta se for até 150 euros vai para você.

É a opção mais barata, hoje o seguro custa 150 Euros.

Nós não optamos por esse seguro, pois contratamos um seguro particular com cobertura de 30 mil euros, que vou comentar mais abaixo.

Seguro Particular

Nós não pesquisamos muito sobre outros seguros além do GTA, sempre ouvimos falar muito bem nos grupos, blogs e conhecidos, e o preço estava acessível. Então decidimos por ele logo de cara.

A única dúvida foi escolher qual dos planos aderir

GTA INTERNACIONAL

O que o pessoal mais faz é o plano BRONZE não é muito caro, porém ele não cobre os 30.000 euros obrigatórios, então ele é só um adicional do seguro governamental e só vale na Irlanda. Caso resolvam viajar para outros países, geralmente contratam o EURO ASSIST pelos dias da viagem.

No nosso caso como pretendemos viajar bastante pela Europa (mais de 1 mês), nós fizemos a conta e a diferença não ficou alta e resolvemos contratar logo pelo ano todo o EURO ASSIST.

Outra coisa importante, o GTA não é somente um seguro, ele é um serviço de assistência de viagens, eles oferecem um pacotão de serviços, como assistência odontológica, assistência farmacêutica, assistência jurídica, seguro bagagem, reembolsos em atraso de vôos, perda de bagagem, entre outros serviços. Sem contar que tem atendimento em português.

Mas cada caso é um caso, tem gente q vai só com o governamental e tá tudo certo, tem gente que paga uma nota no seguro e não usa pra nada, rs.

Um presente Irlandes

Olá pessoal!

Tudo bem com vocês?

Depois de um bom tempo de pausa, estamos voltando a escrever em nosso blog. Queremos pedir desculpas pela demora, foi mais de dois meses sem um post, devido a vários motivos, principalmente porque ainda estávamos vivendo nossa vida aqui no Brasil. Eu, particularmente, consegui me desligar só agora, pois sai do meu emprego, terminei o semestre na faculdade e isso me deu um fôlego novo para pensar e focar mais na viagem, já que falta um pouco menos de um mês agora.

Bom, nesse post não vou comentar nada da nossa viagem, nem dar dicas nem nada, é basicamente um pedido de desculpas pela demora e por não postarmos nada desde abril e, também para dizer que vamos continuar com os posts, principalmente agora que está tão perto da viagem.

Tudo isso que falei não tem mta relação com o título do post, não mesmo, rs.

Eu coloquei esse título, porque quero compartilhar com vocês um fato, dia 18/03 foi o nosso aniversário de 3 anos de namoro, então resolvi dar um presente que tivesse relação com esse momento que estamos vivendo agora, essa fase de respirar Irlanda, viajar pela internet, a cultura deles, os lugares, e tudo mais. Então presenteei a Camila com…

anel_camila

84a9fe5fa73fc78ca705d17407ecc439e45aec11

Para quem acompanha o nosso blog, o segundo post que foi escrito pela Camila (Curiosidades – Símbolos da Irlanda), esse é o anel de Claddagh, que é um anel tradicional da Irlanda, dado como prova e símbolo do amor verdadeiro. O seu significado é retratado pelas duas mãos que representam a amizade, a coroa significa a lealdade e o coração simboliza o amor verdadeiro. Usar o anel na mão direita, com a ponta do coração virada para fora, é pq a pessoa é solteira e com a ponta para dentro é pq a pessoa namora. Já na mão esquerda, com a ponta para fora, é pq a pessoa é noiva e, por fim, quando aponta para dentro é pq a pessoa é casada.

Há quase um mês da viagem que vai mudar minha vida, posso dizer que, com essa pessoa que será a minha companheira, estou disposto a enfrentar tudo e sei que vamos passar diversas dificuldades, perrengues, brigas, etc, mas também sei que juntos vamos superar essa fase melhor do que ninguém, pois esses 3 anos que passaram nos provam isso.

Não preciso dizer nada se ela gostou ou não, rs.

É isso aí pessoal, quero pedir pra vcs que continuem acompanhando nosso blog, que agora voltaremos a mil, pois teremos muitas novidades para contar. Estamos nos preparativos finais da viagem e tentando manter o psicológico tranquilo.

Um abraços a todos e até o próximo post!

Escolhendo a Escola

Uma dúvida que sempre surge para quem está planejando o intercâmbio é se vale a pena contratar uma agência de intercâmbio ou fazer tudo por conta própria, o que a princípio parece ser mais econômico. Bem, vamos falar especificamente do nosso caso.

Eu e a Camila cogitamos contratar a escola por conta própria, fomos em busca dos valores e, para nossa surpresa, o valor contratando a escola diretamente é MAIOR do que contratando pela agência… Após pesquisar um pouco, li que muitas agências brasileiras possuem convênios com as escolas irlandesas, o que lhe garantem um preço menor do que o oferecido pela escola.

Esse é o prédio da CEW. Ao fundo, podemos ver a Catedral de San Finbarre’s.

Nossa decisão sobre qual escola escolher foi muito fácil, pois só tínhamos 2 opções em Cork. A primeira era a CEW (Cork English World) e a segunda era a CEC (Cork English College). Tentamos buscar ao máximo informações dessas 2 escolas, inclusive pela página do Facebook, atrás do pessoal que estudaram nessas escolas. Um dos pontos negativos de escolher estudar em Cork é realmente esse, a escolha, pois infelizmente há poucas informações de brasileiros que estudaram em Cork, o que dificulta tomar essa decisão. Acho que por esse motivo a maioria escolhe Dublin.

Após toda pesquisa, colocamos tudo na ponta do lápis e vimos que a CEW era a que mais nos agradava, pois o preço era o mais em conta, além de ler muitas coisas boas sobre a escola. Abaixo algumas respostas que eu obtive de alguns brasileiros que contatamos:

“na CEW, por ser menor, vc acaba tendo um tratamento diferenciado. É como se cada aluno importasse para eles. Vc é tratado pelo nome e não existem barreiras entre os alunos e as diretoras.” Beatriz Damaceno.

“Super recomendo a CEW… o preço é de longe melhor que muitas escolas, as diretoras e professoras são excelentes. Se puder, pague pelo Academic Year Programme… é o melhor em custo X benefício…” Aline Nery.

“To na CEW tb…eu curto a escola…é pequena mas os professores que tive são bons…a diretora ajudou com acomodação e tal…o pessoal é gente boa.
Lá tem uns 10 brasileiros, acho…mas aí depende de vc…eu só troco ideia em inglês…” Licoln Cruz

Sinceramente, não pesquisamos muito sobre a CEC, pois o valor estava muito mais alto, mas algo que nos ajudou a decidir a não escolher a CEC foi o post do blog da Andreia.

Por coincidência na semana em que eu escrevi esse post, saiu no E-Dublin um post sobre a CEW.

Obs.: Esses comentários são de pessoas que conversei, todos concordaram com a exposição das opiniões. Em nenhum momento minha intenção é realizar a propaganda da escola CEW, o objetivo do post é de servir como apoio na decisão dos intercambistas, pois, realmente, é muito difícil encontrar informação sobre as escolas (CEC e CEW).

Com certeza a CEC possui muitos pontos positivos e é uma boa escola, pois precisa justificar o preço. Como nossa opção era a mais econômica, optamos pela CEW.

Até a próxima!

Felipe